Ronaldo Medeiros critica alto índice de multas aplicadas pela SMTT de Maceió

por Comunicação/ALE publicado 15/08/2017 18h38, última modificação 15/08/2017 18h38

Em pronunciamento durante a plenária desta terça-feira, 15, o deputado Ronaldo Medeiros (PMDB) denunciou que, só nesse primeiro semestre de 2017, a prefeitura de Maceió já teria aplicado mais de 130 mil multas, através da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT). Para Medeiros, o número é exagerado e compara com as infrações registradas no mesmo período do ano passado, quando foram emitidas 52 mil multas e de 2015, onde 40 mil multas foram aplicadas pela SMTT. Ele classifica os atuais números como exagerados e taxa a situação como uma “indústria de multa” e “epidemia de pardais” na capital alagoana.

“A SMTT diz que não há indústria de multas e que isso é normal. Isso é um assalto. A prefeitura quer se sustentar através disso aqui”, criticou Ronaldo Medeiros. “A SMTT orienta recorrer das multas, mas recorrer de que? Em Maceió hoje, por onde andamos, só vemos pardais e buracos nas estradas. Onde que em Maceió tem esses acidentes de trânsito que justifique tudo isso?”, questiona o parlamentar.

Em aparte, o deputado Bruno Toledo (PROS) se posicionou favorável as ações do Executivo municipal no tocante a colocação de pardais entre outros dispositivos que venham preservar a vida. Ele observou que “se há multas é porque houve infrações”. “Essas multas têm a função, sim, de preservar vidas. E no meu entendimento precisa se colocar pardais, é preciso respeitar os limites e quem cometer as infrações de trânsito deve pagar por elas”, disse Toledo.

Outro que se posicionou sobre o assunto foi o deputado Inácio Loiola (PSB). Ele se associou ao pronunciamento de Ronaldo Medeiros e destacou a importância do tema. “Com esse número de 130 mil multas dá uma média de 722 infrações por dia”, observou Loiola. Também em aparte, o deputado Isnaldo Bulhões (PMDB) também se solidarizou com Medeiros e disse ser necessária uma apuração sobre esse aumento de infrações de trânsito. “Esse número de multas é incompatível com a população de Maceió. É muito importante que a prefeitura justifique e preste esclarecimentos à sociedade”, declarou Bulhões, observando que “ninguém pode ser contra a qualquer penalidade à grave infração, mas temos que questionar esse volume de multas”, completou.

Novos oficiais
Durante o pronunciamento, Ronaldo Medeiros registrou que esteve, na manhã de hoje, participando da solenidade de assinatura de despacho governamental que autoriza a convocação de 56 novos oficiais da Polícia Militar de Alagoas, aprovados no concurso público de 2012. Os concursados estavam no chamado cadastro de reserva e aguardavam a nomeação desde a divulgação do resultado do certame. Já que serão convocados, podem participar do Curso de Formação de Oficiais (CFO), que ocorre na Academia da Polícia Militar, no bairro do Trapiche da Barra.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.