Ângela Garrote parabeniza Estrela de Alagoas pelos 29 anos de emancipação política

por Carlos Villa Verde publicado 05/10/2021 16h35, última modificação 05/10/2021 16h35

Os 29 anos de emancipação política de Estrela de Alagoas foi tema do discurso desta terça-feira, 5, da deputada Ângela Garrote (PP), no plenário da Casa. “Essa cidade que me acolheu com amor, carinho e respeito comemora mais um aniversário de emancipação. Agradeço a Deus por fazer parte dessa história e agradeço a vocês que me deram a oportunidade de ser a sua representante aqui, na Assembleia Legislativa”, destacou.

Em seu pronunciamento, a deputada disse que, segundo a tradição, em meados do século XIX, havia na região muitos animais selvagens, entre os quais destacava-se o tatu-bola. Daí, segundo Ângela Garrote, haver sido denominado de Bola o novo povoamento que se formou em terras pertencentes ao município de Palmeira dos Índios. “Registra a história que seus fundadores pertenciam à família dos Gonzagas. Os pioneiros Antônio, Manoel e Augusto Gonzaga lutaram incansavelmente pela prosperidade do novo povoado”, disse.

Por fim, Ângela Garrote afirmou que em 1952 o padre Ludgero, vigário da paróquia de Palmeira dos Índios, celebrou a primeira missa no povoado. “Por sugestão do referido padre foi mudado o nome do povoado de Bola para Estrela, tendo em vista o progresso da localidade em pouco tempo de existência. Peço a Deus que abençoe todas as famílias estrelenses e que possa nos proteger sempre”, concluiu.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.