Colégio de Líderes deve ser convocado para analisar conduta de Galba Novaes

por Comunicação/ALE publicado 10/03/2015 21h05, última modificação 22/04/2015 15h08

Após debate acalorado e diante da postura do deputado Galba Novaes (PRB), o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Luiz Dantas (PMDB), declarou que irá convocar o Conselho de Líderes da Casa para avaliar quais as medidas cabíveis a serem adotadas frente ao comportamento do parlamentar durante a sessão plenária desta terça-feira, 10.

Tudo começou quando o deputado Galba Novaes usou a tribuna do Parlamento e fez uma série de cobranças à Mesa Diretora. Entre elas, questões relativas a falta de estrutura da Casa. Ao ser alertado pela presidência da Casa de que havia extrapolado o tempo de seu discurso, ferindo assim o Regimento Interno da Casa, Novaes se irritou e deixou o parlatório, ao tempo em que o presidente Luiz Dantas lhe assegurava que as informações solicitadas serão prestadas. “Todos os requerimentos serão respondidos dentro da maior brevidade possível”, garantiu o chefe do Legislativo.

No entanto, se sentido inconformado, Novaes abandonou o plenário da Casa protestando de forma grosseira contra a Mesa Diretora.

Em questão de ordem, o deputado Antonio Albuquerque (PRTB) observou que, ao longo de seus seis mandatos, jamais viu tamanha falta de decoro. Albuquerque solicitou à Mesa Diretora que adotasse as medidas que o caso requer, dentro do que estabelece o Regimento Interno do Poder. “Nunca assisti, em momento algum, um ato de tamanha grosseria e violência”, observou Antonio Albuquerque, acrescentando não aceitar a forma desrespeitosa com a qual Galba Novaes se posicionou.

Comungando com essa linha de raciocínio, o deputado Marcelo Victor (PROS) classificou a atitude de Novaes como “virulenta e desmotivada”. E sugeriu: “Que em momento oportuno, seja convocado o Colégio de Líderes, se assim entender necessário, para que nesta reunião possamos abrir o Regimento e debater essa conduta”.

O presidente Luiz Dantas acatou a sugestão de Victor. “Acato a sugestão de convocarmos o Colégio de Líderes e debatermos sobre o que prevê o Regimento Interno da Casa em relação a esse tipo de procedimento, que certamente não é o adequado para quem recebeu a delegação de uma representação”, informou Dantas.

Os deputados Edival Gaia Filho (PSDB), Dudu Hollanda (PSD), Tarcizo Freire (PSD) e Bruno Toledo (PSDB) se solidarizaram ao presidente do Poder, Luiz Dantas.

Prestação de Contas
Em respostas às cobranças de Galba Novaes, o primeiro vice-presidente da Casa, deputado Ronaldo Medeiros (PT), usou a tribuna da Casa para informar que a Mesa Diretora tem atuado de forma transparente e democrático e tem tomado todas as medidas para atender as necessidades dos parlamentares, bem como de todos os servidores do Parlamento alagoano.

“Essa Casa vive hoje um momento diferente. Não adianta ficar fazendo insinuações inverídicas. Temos que respeitar o Regimento Interno e principalmente o Parlamento”, declarou o petista, observando que cada deputado representa uma parcela da sociedade.  

error while rendering plone.comments