Davi Maia cobra medidas para o controle de enchentes

por Comunicação/ALE publicado 12/11/2019 20h40, última modificação 12/11/2019 20h40

O deputado Davi Maia (DEM) usou a tribuna da Assembleia Legislativa nesta terça-feira, 12, para registrar sua participação no seminário modelo de previsão de cheia e determinação das áreas alagáveis na Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Meio. O evento foi realizado em Jacarecica, no auditório da Secretaria da Fazenda, e reuniu gestores, pesquisadores e autoridades ligadas ao Meio Ambiente no Estado de Alagoas. “As professoras Fabiana Carnaúba Medeiros e Anne Caroline Negrão, ambas pesquisadoras associadas do Ipea, destacaram que em 2020 entraremos numa década perigosa com relação às enchentes. Infelizmente também foi informado que nenhum trabalho de precaução foi feito”, destacou o deputado

Davi Maia disse ainda que nenhuma ação foi realiza às margens do rio como plantio de mata ciliar. “Não nos preparamos para um desastre que pode acontecer e é bilionário em termo de prejuízo. Foi dito no seminário que neste triênio acontecerá uma grande enchente em Alagoas. Em 2010, quando aconteceu àquela fatídica enchente, o Estado de Alagoas assinou um termo de cooperação técnica com a Agência Nacional de Água e construiu a sala de alerta que hoje encontra-se em estado precário”, afirmou.

O deputado disse ainda, que a sala de alerta não está no organograma da secretaria do Meio Ambiente. “A verdade é que o Estado não tem uma política de Meio Ambiente e para precaução de desastres naturais. Isso me deixou muito preocupado, pois foi comprovado que não estamos, mais uma vez, preparados para as possíveis enchentes que deverão chegar”, disse.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.