Davi Maia volta a apresentar denúncias sobre irregularidades em nomeações na Saúde

por Comunicação/ALE publicado 22/09/2021 12h37, última modificação 22/09/2021 12h37

O deputado Davi Maia (DEM) trouxe novas denúncias de irregularidades na folha de pessoal da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Desta vez, o parlamentar cita o caso do vereador Jamil Cordeiro de Araújo Filho, que enfrenta um processo na Câmara Municipal de Delmiro Gouveia, após denúncia de que faria parte de um suposto esquema que beneficia políticos aliados do secretário Alexandre Ayres. Segundo a denúncia, Jamil Cordeiro estaria recebendo salário de R$ 5 mil como diretor do Hospital do Sertão, o que é ilegal, segundo Davi Maia, por ferir a lei orgânica do município, que veda ao cidadão investido no cargo de vereador o acúmulo de cargo público. “Chama a atenção o processo que corre hoje na Câmara  de Delmiro Gouveia a respeito do vereador Jamil Cordeiro. A assessoria jurídica da Câmara foi induzida ao erro por uma declaração da Sesau, dizendo que não consta em seus arquivos nomeação ou pagamento ao vereador na unidade hospitalar”, disse Davi Maia.

No entanto, o parlamentar disse estar de posse da relação do DATASUS onde consta que no dia 7 de julho deste ano, pelo Hospital Regional do Sertão, o vereador Jamil Cordeiro recebeu a importância de R$ 5 mil. “Toda a sua folha salarial está exposta no próprio site da Sesau, com todos os pagamentos feitos a Jamil Cordeiro de Araújo Filho, totalizando, só este ano, R$ 45 mil”, informou Maia. O deputado destacou que as informações prestadas pela Sesau à Câmara de Delmiro Gouveia são falsas. “Isso é falso testemunho, é prevaricação, é improbidade e acarretará em mais uma denúncia que estaremos entregando aos órgãos de controle e também para a Câmara de Vereadores de Delmiro Gouveia, informando que naquele processo foi induzida ao erro por conta desse falso documento”, informou.

“Estamos protocolando essa denúncia e esperamos, no mínimo, o ressarcimento desse valor que foi desviado do Fundo Estadual de Saúde e dos recursos para combate à pandemia”, declarou Davi Maia, complementando que espera, ao final desse processo, a exoneração dos funcionários.

O líder do Governo, deputado Silvio Camelo (PV), destacou a atuação de Maia, mas avaliou que o colega, por vezes, se excede nos discursos. “Vamos buscar informações sobre essa questão do senhor Jamil, mesmo que a Secretaria já tenha entrado com o devido processo legal para sanar o caso”, declarou o governista.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.