Deputados defendem valorização do trabalho realizado pelos agentes de saúde

por Comunicação/ALE publicado 01/10/2021 14h35, última modificação 01/10/2021 14h33

Atendendo ao requerimento do presidente da comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, deputado Léo Loureiro (PP), a Casa realizou nesta sexta-feira, 1º, uma audiência pública para comemorar os 30 anos do Programa Agentes Comunitários de Saúde de Alagoas. O evento contou ainda com as presenças dos deputados Paulo Dantas (MDB) e Dudu Ronalsa (PSDB), do vereador por Maceió, Aldo Loureiro, além de líderes sindicais e agentes de saúde.

Léo Loureiro destacou a importância dos agentes de saúde e luta da categoria pela aprovação da PEC nº 22/2011, que trata da valorização dos profissionais que exercem atividades de agente comunitário de saúde e de agente de combate às endemias. “Nesta sessão comemoramos os 30 anos de existência desta categoria. Uma função de grande importância para a população que trata da saúde básica do brasileiro. Vamos após essa audiência encaminhar um documento, assinado pelos colegas deputados estaduais, dirigido à nossa bancada federal no sentido de pedir a aprovação da PEC 22”, afirmou o deputado.

A luta dos agentes comunitários de saúde também foi ressaltada pelo deputado Paulo Dantas, que confirmou apoio à PEC 22/2011. “Apoio a proposta pois entendo que a atenção básica de saúde é muito importante. Tenho orgulho de dizer que fomos nós, quando estávamos a frente da administração de Batalha, que implantamos a atenção básica no município. Iniciamos lá todo este processo. A prevenção não é despesa, é investimento, e saúde é um direito essencial. Nós precisamos fechar bem todo o ciclo de saúde, desde a atenção básica até a média e alta complexidade”, disse.

Dudu Ronalsa classificou como fundamental o trabalho realizados pelos agentes e também se posicionou favorável a aprovação da PEC nº 22/2021. “Os agentes de saúde, nas visitas que fazem as famílias na suas comunidades, detectam o problema na base. Eles orientam sobre prevenção e os cuidados durante as situações de endemias e pandemias. Sem contar no acompanhamentos de vacinas e no pré-natal”, afirmou.

O presidente do sindicato dos Agentes de Saúde de Alagoas, Fernando Cândido, parabenizou a Assembleia por entrar na luta em favor de melhores condições de trabalho e salário. “A Universidade de Oxford identifica o programa de saúde como o mais importante para levantar a atenção básica. São 30 anos de atuação destes profissionais no país que já chegou a erradicar a cólera, controlar a dengue e diminuir os índices de mortalidade no Brasil. Estamos aqui pedindo apoio dos deputados na luta para aprovação desta PEC que irá valorizar muito a nossa categoria”, destacou.

PACS
Oficialmente implantado pelo Ministério da Saúde em 1991, o Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS) teve início no fim da década de 198o. Era uma nova categoria de trabalhadores, formada pela própria comunidade, atuando e fazendo parte da saúde prestada nas localidades. Hoje, a profissão de agente comunitário de saúde (ACS) é uma das mais estudadas pelas universidades de todo o País. O agente comunitário de saúde tem um papel muito importante no acolhimento, pois é membro da equipe que faz parte da comunidade, o que permite a criação de vínculos mais facilmente, propiciando o contato direto com a equipe.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.