Deputados garantem apoio ao projeto Maceió Mais Inclusiva

por Comunicação/ALE publicado 14/03/2019 12h32, última modificação 14/03/2019 12h32

Os deputados Davi Maia, Ângela Garrote, Cibele Moura e Cabo Bebeto participaram de um encontro, na manhã desta quinta-feira, 14, para conhecer melhor o “Maceió Mais Inclusiva Através da Economia Circular”, um projeto com o objetivo de qualificar a cadeia produtiva do marisco em Alagoas. A reunião aconteceu no Plenarinho da Assembleia Legislativa, a convite do deputado Davi Maia.

De acordo com a diretora técnica do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (Iabs), Jannyne Barbosa, o projeto que nasceu em 2017 encara o desafio de fortalecer a cadeia produtiva do marisco, fazendo a ligação com o aproveitamento do resíduo, que servirá como insumo para outros segmentos, como a construção civil, a pecuária, a agricultura, a indústria de papel e celulose, etc. “É nesta etapa que precisamos que os Poderes façam parte do arranjo institucional. Necessitamos dessa junção de forças”, destacou.

Para o deputado Davi Maia, é importante resolver a cadeia produtiva desde a sua implantação, gerando fazendas do molusco em diversas lagoas do Estado, beneficiando o filé de sururu, além de discutir a necessidade de instalação de uma depuradora na lagoa de Maceió. “Sairei em busca do apoio das forças políticas. Esse é um empreendimento de impacto social e ambiental, que vai transformar a vida das famílias que habitam os bolsões de miséria no Vergel e Trapiche, às margens da lagoa", destacou o parlamentar

O Maceió Mais Inclusiva Através da Economia Circular é uma parceria entre a Prefeitura de Maceió, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), por meio do Fundo Multilateral de Investimento (Fumin) e o Iabs. Tem o apoio da Braskem e Sebrae.

error while rendering plone.comments