Dia Internacional do Consumidor é comemorado com debate sobre o consumo d'água

por Comunicação/ALE publicado 13/03/2015 14h00, última modificação 22/04/2015 15h47

Com o tema: “Consumo da água em Alagoas: retrato da realidade e perspectivas para o futuro”, a Assembleia Legislativa realizou nesta sexta-feira, 13, uma sessão especial em comemoração ao Dia Internacional do Consumidor. A audiência foi conduzida pelo presidente da Casa, o deputado Luiz Dantas (PMDB). De acordo com o propositor da sessão, deputado Rodrigo Cunha (PSDB), o debate teve como objetivo abordar a questão da água, um tema que preocupa não só os consumidores alagoanos, mas que está em evidência em todo País. “Essa sessão trata de uma importante questão para o nosso dia a dia, sendo tratada pelos segmentos dos recursos hídricos do Estado, pelo Governo, e que deve ser tratado nesta Casa”, disse, acrescentando que um dos seus compromissos  como parlamentar é buscar a integração entre sociedade e Legislativo.

 “Precisamos nos preocupar com a realidade hídrica do Estado, com a situação da Casal e do nosso serviço de água, com o nosso futuro. Alagoas é conhecida nacionalmente como o ‘Paraíso das Águas’ e deve manter esse slogan em toda sua plenitude”, disse Cunha, citando como exemplo o que vem ocorrendo no Estado de São Paulo, cuja escassez de água não fazia parte de seu histórico. 

 
Para a ocasião, foram convidados palestrantes de diferentes segmentos – Secretaria de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Ufal, Casal, setor empresarial e sindicato - com o objetivo de contribuir com o debate técnico sobre a temática. Abastecimento e gerenciamento dos recursos hídricos no Estado estiveram entre os assuntos abordados. 
 
O secretário-adjunto da Secretaria de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), Edilson Ramos, destacou a importância do debate em torno da problemática hídrica no Brasil, em especial Alagoas. Ele informou que a Semarh vem trabalhando ações educativas no sentido de conscientizar a sociedade sobre o uso racional da água e dos mananciais. “É importante que essa Casa traga a debate um tema tão relevante para a sociedade alagoana, para que isso venha a ser o primeiro passo na oferta de água com melhor qualidade para o consumo humano”, destacou, informando que durante a Semana da Água, que tem início no próximo dia 21 e se estenderá até o dia 23, a Semarh irá realizar ações educativas, bem como palestras, exposições e blitze educativas. “Precisamos que Governo do Estado, Assembleia Legislativa, sociedade civil organizada e iniciativa privada pautem ações com vistas ao enfrentamento das questões hídricas, para podermos alcançar, dentro de um médio intervalo de tempo, ações que garantam o acesso a água potável”, concluiu Edilson Ramos.
 
O superintendente da Semarh, Gustavo Carvalho, observou que Alagoas e o Brasil enfrentam um grande desafio no gerenciamento dos recursos hídricos, haja vista que as políticas voltadas ao setor são pautadas na gestão participativa, com o envolvimento da sociedade na maioria das decisões. “Como órgão gestor, precisamos atender e atingir as metas previstas na política de recursos hídricos”, disse Carvalho, que proferiu palestra sobre as questões pertinentes ao abastecimento e ao Plano Estadual de Recursos Hídricos.
 
O presidente da Casal (Companhia de Saneamento e Abastecimento de Alagoas), Wilde Clécio Falcão de Alencar, disse que a estatal presta serviços de abastecimento de água e saneamento básico, sendo difícil dissociá-la dos serviços de saúde pública. Falou dos problemas enfrentados com a escassez de água, precisamente nas regiões do Agreste e Sertão, bem como as soluções encontradas a curto e médio prazos para resolver o desabastecimento no Estado. Durante sua explanação, Clécio Falcão informou que a Casal atende 77 municípios alagoanos. São mais de 500 mil ligações, 180 mil só na capital, o que corresponde a cerca de 40% do serviço. “Nosso sistema de abastecimento de água atende a um milhão e quinhentos mil habitantes”, informou.
 
Falcão ressaltou ainda os investimentos futuros, os convênios com o Ministério das Cidades e os projetos de ampliação e de novas captações, visando o melhoramento no sistema de abastecimento de água de diversas cidades. “Serão 12 municípios contemplados com investimentos na ordem de R$ 107 milhões, beneficiando uma população de mais de 370 mil habitantes”, informou. 
 
Também participaram da sessão, os deputados Ronaldo Medeiros (PT), Bruno Toledo (PSDB), Jó Pereira (DEM) e Galba Novaes (PRB). A solenidade teve também como palestrantes o professor da Ufal e doutor em Geociencias e Meio Ambiente, José Vicente Ferreira; o empresário e engenheiro civil, Alex Gama, e Rafael da Silva Rodrigues, representante do Sindicato dos Urbanitários.
error while rendering plone.comments