Galba Novaes repercute audiência que debateu os processos de indenização dos moradores afetados pela Braskem

por Comunicação/ALE publicado 09/11/2021 13h35, última modificação 09/11/2021 13h41

O deputado Galba Noaves (MDB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa nesta terça-feira, 9, para destacar a sessão pública realizada pela Casa, na última sexta-feira, que discutiu os processos de indenização dos moradores dos bairros de Maceió afetados pela mineração da Braskem. O parlamentar lamentou a ausência da empresa durante a sessão especial. “A Braskem não mandar representantes foi uma falta de respeito com o Poder Legislativo e com a população maceioense. Queríamos apenas debater a situação e cobrar transparência nas ações de indenização. Essa ausência foi muita sentida por todos e nós vamos tomar as providências necessárias e cabíveis, junto com a Câmara Municipal”, disse o deputado. 

Galba destacou alguns relatos durante a sessão que emocionaram a todos os presentes. Foram depoimentos de moradores da região do Pinheiro, Bebedouro, Mutange e Bom Parto, além dos promotores presentes, dentre eles Jorge Dória. “O promotor disse que se trata do pior desastre ambiental do mundo e que o sofrimento das pessoas deveria ser minimizado, mas infelizmente isso não vem acontecendo”, afirmou. 

Por fim, o deputado denunciou a situação de isolamento vivida pelos moradores das localidades do Flexal de Baixo e do Flexal de Cima, população não incluída nas áreas ameaçadas pelo desastre geológico. Galba ainda alertou para os valores das indenizações oferecidas pela Braskem. “Eles estão avaliando tudo pela metade do valor e se o proprietário do imóvel não aceitar, eles mandam recorrer à Justiça. Enquanto representantes do povo, não podemos deixar este caso no esquecimento”, concluiu.  

Os deputados Inácio Loiola (PDT) e Dudu Ronalsa (PSDB) também lamentaram a situação dos moradores. “As pessoas atingidas pela tragédia têm atravessado momentos de muita dificuldade", destacou Inácio. “A Assembleia Legislativa vem fazendo seu papel. Os moradores buscam uma indenização justa por seus imóveis e contam com o apoio deste Poder”, disse Ronalsa.           


Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.