Marcelo Beltrão destaca importância dos exames de avaliação das escolas públicas

por Comunicação/ALE publicado 06/11/2019 18h39, última modificação 06/11/2019 18h39

Em pronunciamento durante a sessão plenária desta quarta-feira, 6, o deputado Marcelo Beltrão (MDB) abordou a temática da educação como primordial para o desenvolvimento. “Nós ainda temos um grande desafio que é vencer a barreira de uma educação pública de qualidade, principalmente no que diz respeito a alfabetização”, disse o parlamentar, defendendo a realização de provas para a avaliação das escolas públicas, a exemplo do Saeb (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica).

“Nos últimos dias tivemos as avaliações pela prova Saeb, que considero, para a gestão pública, uma das ações mais importantes para que o gestor possa tomar decisões”, informou Beltrão. “Houve uma grande mobilização no sentido de aferir o conhecimento dos alunos do ensino fundamental”, disse, lembrando de discussões ocorridas durante o início do governo do presidente Jair Bolsonaro, que descartava a realização das avaliações. O Governo Federal retroagiu e reconheceu a importância das provas para medir o conhecimento dos alunos do ensino fundamental. “A avaliação irá produzir um resultado prático para o gestor aferir o conhecimento e a produção dos bilhões investidos na educação pública”, observou Beltrão, acrescentando que o Fundeb, no ano passado, ultrapassou o valor de R$ 140 bilhões de investimentos na educação básica.

Segundo o parlamentar, em 2018 não houve avaliações, o que deixou os gestores sem ter como tomar decisões e investimentos na área. De acordo com Beltrão, o Brasil precisa vencer o desafio de oferecer uma alfabetização de qualidade. Ele apresentou dados da ANA (Avaliação Nacional de Alfabetização), mostrando que um cenário muito preocupante para o nosso Estado, onde mais de 90% dos alunos não estão no nível adequado.

O deputado prosseguiu, acrescentando que Alagoas participou da prova Saeb com mais de 113 mil estudantes. Sendo que 37.286 foram da rede estadual, 68.269 da rede municipal de ensino, 5.161 da rede privada e 3.169 do ensino federal. Até o ano passado as avaliações eram feitas separadamente: Prova Brasil, Saeb e ANA. “Este ano essas três provas foram unificadas no Saeb, se tornando o principal mecanismo de avaliação do Ministério da Educação”, completou Beltrão.

Em aparte, o deputado Inácio Loiola (PDT) contribuiu com o pronunciamento. Primeiro contou que é oriundo de escolas públicas e observou que a educação é o grande instrumento para fazer do Brasil um país desenvolvido. “Mas infelizmente nossos governantes nunca olharam para isso. Ainda vivemos na era do giz, apagador e quadro negro, em um mundo onde tecnologia avança cada vez mais”, declarou o parlamentar.

error while rendering plone.comments