Pastor João Luiz quer que o Estado distribua repelentes contra o Aedes aegypti

por Comunicação/ALE publicado 29/02/2016 22h12, última modificação 29/02/2016 22h12

A comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia Legislativa de Alagoas deve analisar nos próximos dias, projeto de lei, de autoria do deputado Pastor João Luiz (DEM), que autoriza o Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, a fornecer repelente contra insetos a famílias de baixa renda, moradoras de regiões com epidemia de dengue, zika e chikungunya.

De acordo com o projeto, mesmo com essa iniciativa, não desobriga os gestores públicos municipais de investirem na área de saúde, como prevê a Constituição Federal, de modo a prevenirem o surgimento de estados de epidemias em seus municípios.

O autor do projeto acredita que a distribuição gratuita do produto às famílias de baixa renda, durante o período de surto epidêmico, representaria uma importante medida profilática, na medida em que ajudaria a evitar o avanço da doença, sobretudo nas áreas mais carentes. “Por outro lado, há de se considerar que essa iniciativa ajudaria a poupar inúmeras vidas, sem contar a economia que representaria aos cofres públicos, tendo em vista que poderia ajudar a desafogara rede pública de saúde, mediante a diminuição dos casos de dengue no Estado de Alagoas”, justifica o Pastor João Luiz.

error while rendering plone.comments