Paulo Dantas recebe Sinteal e discute tramitação do PCS da Educação

por Comunicação/ALE publicado 18/10/2021 16h25, última modificação 18/10/2021 19h14

O presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), deputado Paulo Dantas (MDB), e o deputado Ronaldo Medeiros (MDB), receberam na tarde desta segunda-feira, 18, representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Alagoas (Sinteal) para discutir sobre o projeto de lei, de origem governamental, que trata da revisão do Plano de Cargos e Salários (PCS) dos servidores da Educação. Com o projeto proposto, o piso salarial médio do magistério de Alagoas passa para R$ 4.500,00, superando o piso nacional, que é de R$ 2.886,00, para 40 horas semanais. Durante a reunião, o deputado Paulo Dantas reafirmou o compromisso assumido pelo Legislativo com os trabalhadores, quando do recebimento da mensagem governamental, e informou aos sindicalistas que protocolou requerimento solicitando urgência na tramitação do projeto, que passará pela CCJR, pela Comissão de Orçamento, Finanças e Planejamento e pela Comissão de Educação.

Os parlamentares destacaram a importância da valorização da categoria que, segundo Paulo Dantas, é de grande importância para o desenvolvimento do Estado, sobretudo na capacitação das novas gerações para o ingresso no mercado de trabalho. “Com certeza avançamos em Educação ao longo desses últimos anos e agora vamos dar um salto ainda maior”, assegurou. “Hoje tive a satisfação de protocolar um requerimento para tramitarmos com a matéria em regime de urgência e criarmos as condições para aprovar o projeto o quanto antes”, informou, acrescentando que é um compromisso do presidente da Casa, deputado Marcelo Victor, e de todos os parlamentares, entregar esse projeto aprovado aos servidores da Educação o mais rápido possível. Para tanto, Paulo Dantas informou que irá articular com os líderes das demais comissões onde a matéria tramitará, para que seja realizada uma reunião conjunta.

O deputado Ronaldo Medeiros destacou que o Governo investiu na infraestrutura das escolas, construiu ginásios e agora vai valorizar os professores e demais trabalhadores da Educação. “O presidente Marcelo Victor e o deputado Paulo Dantas receberam o projeto e é importante acompanharmos aqui na Assembleia", disse. 

A presidente do Sinteal, Maria Consuelo Correia, agradeceu ao Parlamento por recebê-los e disse que, mesmo apresentando algumas conquistas, o projeto de lei tem alguns pontos que precisam ser discutidos junto ao Legislativo. “Foi um grande passo. Precisamos melhorar para que conquistemos o que queremos e assim valorizemos os educadores do Estado”, disse a sindicalista. “Contamos com essa Casa para que tenhamos celeridade na aprovação, discutido e dialogado com o sindicato e com a categoria”, destacou Consuelo.

Ao final da reunião, um novo encontro com os trabalhadores ficou agendado para o próximo dia 21, a partir das 14 horas. Uma audiência pública para tratar sobre o tema também deve ser agendada.

Jonas Martins
Jonas Martins disse:
19/10/2021 08h39
Uma vergnha a tabela do pessoal administrativo se comparada com as dos professores e secretários escolares, diferença absurda nos percentuais. Uns com muito e muitos com pouco. VERGONHA a ALE aprovar esse projeto da maneira que está.
Claudia Cristine Barbosa Costa
Claudia Cristine Barbosa Costa disse:
19/10/2021 18h26
Que seja votado o quanto antes o pccs
Edson Leite Batista
Edson Leite Batista disse:
20/10/2021 07h25
Deveria ser com efeitos retroativos a data base das categorias, mas pior seria.
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.