Sessão solene presta homenagem ao centenário de Rubens Canuto

por Comunicação/ALE publicado 11/11/2019 17h55, última modificação 11/11/2019 18h07

Em sessão solene realizada nesta segunda-feira, 11, a Assembleia Legislativa rendeu homenagens ao ex-deputado Rubens Canuto pela passagem do seu centenário de nascimento. Na oportunidade, também foi realizada a cerimônia de inauguração do novo plenário para reuniões e audiências das Comissões, que recebeu o nome do ex-parlamentar. Também foi feito o lançamento da revista institucional “Rubens Canuto: 100 anos a frete do seu tempo”, além da apresentação de um vídeo com o mesmo tema. A sessão solene, proposta pela deputada Fátima Canuto (PRTB), foi conduzida pelo presidente do Parlamento, deputado Marcelo Victor e contou com a presença e a participação de diversas autoridades do meio político e jurídico do Estado.

Victor disse que ao analisar e conhecer melhor a história de vida do homenageado pode constatar vários episódios merecedores do respeito e atenção de toda a sociedade alagoana. “Ao ouvir os depoimentos de alguns oradores, em especial do professor Douglas Apratto e da deputada Fátima Canuto, que em comum afirmaram que o ex-deputado Rubens Canuto ‘tinha uma tolerância democrática acima do ordinário: extraordinário’”, destacou o chefe do Legislativo. “Parece que se aplica muito bem neste momento do Brasil, que vive disputas irracionais onde os políticos não têm condições de sentar à mesa e dialogar”, avalia Victor, acrescentando “na época do deputado Rubens Canuto a política era muito mais intestinal. Havia muito mais conflitos. Hoje temos que usar esses exemplos para evitar que esse conflitos voltem”, observou o chefe do Legislativo.

Filha de Rubens Canuto, a deputada Fátima Canuto agradeceu as palavras de todos que a antecederam, o reitor do Cesmac, João Sampaio; o vice-reitor da mesma instituição, Douglas Apratto; e do seu cunhado, juiz de direito Orlando Manso, que enalteceram a trajetória de vida do homenageado. A parlamentar falou da vida em companhia do pai e também da trajetória política daquele que, segundo ela, tanto contribuiu para o desenvolvimento de Alagoas. “Há seis anos comecei a pensar como seria o centenário do meu pai, não imaginava que estaria aqui nesta Casa”, observou. “Eu não queria deixar passar em branco o momento, e queria retribuir o que com ele vivi. Queria que de alguma forma, lá de cima, ele sentisse que foi muito amado por todos nós, como marcou a vida das pessoas que com ele conviveu e como ainda hoje, após 50 anos de sua partida, continua fazendo tanta falta”, disse Fátima Canuto, lembrando que o pai sempre teve paixão pela política e que o parlamentar sabia conduzir situações que mudaram os rumos políticos do Estado.

Rubens Canuto
Rubens Canuto nasceu em Mata Grande, filho de Odilon Canuto e Laura Mendonça. Estudou Odontologia na capital federal, no Estado da Guanabara; voltou a Alagoas onde montou um moderno consultório odontológico e em seguida fundou a Faculdade de Odontologia de Alagoas, juntamente com alguns colegas. Casou com Dilma Moreira com quem teve seis filhos. Ingressou na política através do sogro, o coronel José Octávio Moreira. Filiado ao MDB, conquistou três mandatos consecutivos como deputado estadual, foi líder da minoria e da oposição e presidente do Parlamento alagoano. Dentro da Assembleia Legislativa foi um homem de propósitos firmes, mas sempre aberto ao diálogo. Mantinha um jornal de oposição chamado Diário de Alagoas. Faleceu aos 51 anos, vitima de acidente de carro.

A sessão solene contou com a participação dos deputados Paulo Dantas (MDB), Silvio Camelo (PV), Galba Novaes (MDB), Dudu Ronalsa (PSDB), Davi Maia (DEM) e as deputadas Ângela Garrote (PRTB), Flávia Cavalcante (PRTB) e Cibele Moura (PSDB); os filhos do ex-deputado José Rubens, Carlos Alberto, Arnaldo e Renato, seus netos, sendo representado na oportunidade pelo neto mais velho, o desembargador federal Rubens de Mendonça Canuto Neto, os desembargadores do Tribunal de Justiça Washington Luiz e José Carlos Malta Marques; o diretor-presidente da Casal, Clécio Falcão, representando o Governo do Estado; o ex-deputado Alcídes Muniz Falcão; e o procurador geral do Legislativo, Diógenes Tenório, representando a Academia Alagoana de Letras

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.