Tarcizo Freire lembra passagem do Dia da Consciência Negra

por Comunicação/ALE publicado 24/11/2015 21h40, última modificação 24/11/2015 21h40

A passagem do Dia Nacional da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro, foi destaque do pronunciamento do deputado Tarcizo Freire (PSD) durante a sessão ordinária desta terça-feira, 24, da Assembleia Legislativa. “Todos nós sabemos que o negro está inserido de forma definitiva no contexto da nossa cultura. E a ele devemos toda a contribuição que nos foi dada, não só pela miscigenação da raça, como também pela capacidade de luta e de trabalho como bem sugere a pessoa de Zumbi dos Palmares”, destacou Freire.

Durante o discurso, Freire ressaltou a importância do guerreiro Zumbi e observou que a raça negra ainda é vítima de preconceito e discriminação, apesar de sua luta em busca da igualdade racial. “Entendemos ser obrigação de todos os seguimentos da sociedade, contribuir cotidianamente para que todas as raças se enxerguem como iguais”, argumentou o parlamentar, lembrando que Zumbi dos Palmares foi assassinado no dia 20 de novembro 1695, tornando-se o símbolo de resistência e de luta contra a escravidão e pela liberdade do povo.

Em aparte, o deputado Inácio Loiola (PSB) se associou ao pronunciamento do colega. “Zumbi foi um símbolo de resistência contra a escravidão e evidentemente a discriminação que existia contra a raça negra. Mas costumo dizer que, se fizermos um retrospecto das grandes figuras da história do nosso País, temos dois negros que são, evidentemente, expoentes maiores da história: Zumbi dos Palmares e Pelé”, observou Loiola.

error while rendering plone.comments